Postado em 20 de Janeiro de 2016 às 16h44

Associativismo: Estratégia de Sobrevivência das Micro e Pequenas Empresas

Associativismo (4)
Rede Unipeças Novo Conteúdo 09 A manutenção das micro e pequenas empresas num ambiente cada vez mais competitivo requer dessas organizações o desenvolvimento de competências específicas que possibilitem a...

A manutenção das micro e pequenas empresas num ambiente cada vez mais competitivo requer dessas organizações o desenvolvimento de competências específicas que possibilitem a ampliação da visão de longo prazo e assegurem o crescimento do negócio de forma sustentável.

Apesar da legislação das MPEs ainda não atender a todas as necessidades básicas de suporte à sobrevivência dessas empresas no mercado, é preciso refletir sobre um aspecto que se encontra sob o domínio exclusivo do próprio empresário e que deve ser reforçado como estratégia de sobrevivência. Trata-se do associativismo, uma forma de atuação que amplia a capacidade da empresa na sua articulação com o ambiente externo, potencializando parcerias e diminuindo o seu isolamento.

Hoje, no Brasil, o movimento associativista empresarial é bastante significativo, existindo diversas instâncias organizativas, constituídas pelas confederações, federações e associações dos mais diversos setores e segmentos de negócios.

A prática do associativismo, além de fortalecer diversos aspectos internos da gestão, como treinamentos da equipe, inovação tecnológica, poder de compras, propaganda, etc., também reforça a imagem externa da empresa e do próprio empresário, como referência e liderança empresarial.

É preciso entender o associativismo como uma grande oportunidade de ampliar a visão e desenvolver as especialidades necessárias à sobrevivência e expansão do negócio. A empresa que ainda mantém a postura de atuar de forma isolada no mercado está comprometendo a sua sustentabilidade a longo prazo.

A consolidação do espírito associativista dos micro e pequenos empresários reforça a cooperação entre empresas, colaborando com o maior profissionalismo e com a capacidade de competir das MPEs.

Dessa forma, é preciso potencializar essa força do associativismo, no sentido de assegurar um ambiente de negócio com concorrência mais saudável e menos predatória.

Fonte: Coluna Rede Gestão

Veja também

Debate sobre associativismo no varejo de alimentos10/01/16 Para proporcionar aos empresários de pequenos negócios do setor alimentício de Itabuna a possibilidade de fortalecer o associativismo, será realizado o Encontro Regional dos Empresários do Varejo de Alimentos. Com inscrições gratuitas e 70 vagas disponíveis, o evento acontece nesta terça-feira, 19, a partir de 14h30, no auditório do Tarik Fontes......
ASSOCIATIVISMO - Postura corporativa, você tem?10/03/16 Por diversas vezes fui questionado, sobre qual a maior dificuldade para administrar um projeto de associativismo, uma vez que os associados, são pessoas com visões e percepções diferentes , com perfis de lojas diferentes e que......
Associativismo torna pequenos negócios mais competitivos 20/02/16Durante encontro em Foz do Iguaçu, socióloga valoriza a cultura da cooperação no mundo atual O trabalho em parceria traz ganhos que individualmente seriam mais difíceis de ser conquistados. A questão está no centro das discussões do 3º Encontro Nacional de Redes e Centrais de Negócios. Realizado pelo Sebrae, o......

Voltar para Notícias